Eu Te Amo


Eu Te Amo (BRA, 1981), escrito e dirigido por Arnaldo Jabor

Eu Te Amo (BRA, 1981), escrito e dirigido por Arnaldo Jabor, nasceu de um convite de Walter Clark, que foi um produtor e executivo da televisão brasileira. No início dos anos 1980 ele havia saído da Rede Globo e propôs a Jabor um filme para trabalharem juntos. Clark conhecia Sônia Braga e pediu para que o diretor escrevesse o roteiro sozinho.

Seguinte ao sucesso de público Tudo Bem (BRA, 1978) – também escrito e dirigido por Jabor –, que foi uma realização pessoal do diretor, porém um fracasso financeiro, Eu Te Amo foi diferente. Com fotografia de Murilo Salles, a obra foi sucesso de crítica e de público, rendendo um bom dinheiro a Jabor. Nos últimos anos de vida, ele confidenciou que hoje teria cortado algumas cenas do longa, mas na época as manteve por conta da censura – uma espécie de militância para forçar a barra da censura e, consequentemente, conquistar a liberdade artística.

Nesta entrevista, o diretor conta que o filme é um longa sobre a sexualidade de um casal: uma mulher encontra um homem e os dois conversam sobre suas vidas num apartamento, local que reflete a psicologia da obra. Jabor confessa que entrou numas de fazer filmes num mesmo lugar a exemplo dessas últimas duas obras citadas bem como a seguinte, Eu Sei Que Vou Te Amar (BRA, 1986).

Abaixo nós escolhemos quatro cenas de Eu Te Amo para exemplificar a gramática audiovisual do filme. De nosso abecedário, nós citaremos autoria, quadros, plano-sequência e sequência. Todas as cenas estão disponíveis no nosso TikTok @sallvafilmes. Acompanhe-nos por lá.

Eu Te Amo (BRA, 1981), escrito e dirigido por Arnaldo Jabor

Nesta cena de 1'08'' apenas três planos são usados para que Paulo (Paulo César Pereio) desabafe com Maria (Sônia Braga) e, em seguida, exponha sua ex-esposa Bárbara (Vera Fischer) a partir de três monitores, que na verdade são quadros que servem como janelas de projeção. Detalhe para o único plano estático e fechado da mão de Paulo, conotando que as imagens expostas de Bárbara foram gravadas numa fita VHS.

Eu Te Amo (BRA, 1981), escrito e dirigido por Arnaldo Jabor

Nesta sequência de 57'' Maria está no aeroporto implorando para que o piloto de avião Ulisses (Tarcísio Meira) não embarque. Ela, indignada com a recusa, grita que irá jogar ácido no rosto de esposa dele. Corta para a cena do elevador, onde Maria e a esposa de Ulisses estão no elevador. Maria está com o frasco de ácido em mãos, que é enquadrado em plano de detalhe, mas ela chora, arrepende-se e é consolada pela esposa. Na cena seguinte, elas estão em casa. Os filhos de Ulisses aparecem em cena, enquanto Maria bebe água e ouve da esposa queixas sobre Ulisses.

Eu Te Amo (BRA, 1981), escrito e dirigido por Arnaldo Jabor

Nesta plano-sequência de 1'23'' Maria filosofa para Paulo com movimento de câmera travelling-in até enquadrá-la em plano-médio. Detalhe para a fala de Maria, que conota a autoria do cinema de Jabor, e o espelho inclinado ao fundo que cria perspectiva à cena.

Eu Te Amo (BRA, 1981), escrito e dirigido por Arnaldo Jabor

Nesta sequência final de 2'41'' Maria e Paulo dançam uma coreografia em ambiente externo ao som de Canção Para Inglês Ver, de Lamartine Babo, enquanto surgem os créditos finais do longa.

Eu Te Amo (BRA, 1981), escrito e dirigido por Arnaldo Jabor

Eu Te Amo (BRA, 1981)

1h50min

roteiro e direção Arnaldo Jabor

19 visualizações