Abecedário do cinema


Abecedário do cinema pela Sallva Filmes

Na semana passada encerramos o nosso abecedário do cinema. Foram 20 termos apresentados em ordem alfabética cada qual com uma lista sugestiva de quatro filmes. Ao longo de nossas 38 edições nós falamos sobre mais de 70 obras cinematográficas.

Nós Iniciamos a newsletter Keep on! em 25 de janeiro de 2021 trazendo um panorama de nossas atividades, depois foram quatro edições com assuntos didáticos do cinema (clímax, linhas de responsabilidade de um equipe de filmagem, estudo das ideologias e tomadas de decisão), algumas edições especiais sobre filmes como Noivo Neurótico, Noiva Nervosa, de Woody Allen; Lua de Fel, de Roman Polanski; a Nova Hollywood; o neon-realismo brasileiro; um estudo sobre o corpo feminino no cinema; Laranja Mecânica, de Stanley Kubrick; uma coletânea de filmes com bons diálogos; Procura-se Susan Desesperadamente, de Susan Seidelman; Cabra Marcado Para Morrer, de Eduardo Coutinho; e a cobertura da Expocine 2021, convenção da indústria do cinema. A partir da edição #18 demos início ao abecedário do cinema com os seguintes termos em ordem alfabética, quais agora estão disponíveis no nosso blog:


Autoria no cinema

Bazin (Andre) e o plano-sequência no cinema

Citação, adaptações e remakes

Decupagem

Elipse

Flashback

Gag

Hitchcock (Alfred)

Inserções

Jump-cut

Melodramas

Noir (gênero)

Off

Paralela (montagem)

Quadros, janelas e formatos

Realismo

Sequência

Trucagem

Underground

Verossimilhança


Nossas listas de filmes foram baseadas nos critérios de escolha abaixo:

pertencimento ao circuito comercial nacional;

bons indicadores de audiência;

– reconhecimento por institutos de premiação nacional e internacional;

– protagonistas reconhecidos como símbolos do cinema seja pela beleza, pela popularidade ou pelo papel interpretado;

histórias ou contextos que apresentem crise de paradigmas culturais, estéticos ou comportamentais;

– filmes ousados, polêmicos;

– distribuição e acessibilidade através do cinema e dos streamings.

O propósito da nossa newsletter era apresentar gratuitamente dicas audiovisuais para fazer você pensar o cinema. O podcast keep on! (que depois foi redenominado para O Cinema Sallva), apresentado por Fabio Sallva, veio depois num formato complementar para manter a Sallva conversando com você.

Nós acreditamos que há uma grande diferença entre ser crítico e dar opinião. É ótimo a Internet abrir espaço para amadores darem pitacos sobre o que gostam, mas também é preocupante que pessoas leigas tornem-se autoridades. Basta o palpiteiro assistir a um filme uma vez (às vezes nem chega ao fim) e já se julgar autorizado a fazer uma "análise" definitiva da obra, dar cotações a partir de uma única impressão. O crítico assiste ao filme duas, três ou mais vezes, avalia os aspectos de gramática audiovisual – escorado em anos de estudo e trabalho, como é o caso da Sallva.

A mídia de prestígio e dedicada ao cinema sempre foi minoritária. Grandes veículos de imprensa agora cobram por seu conteúdo e é possível verificar que os leitores, ainda que seja um público minoritário, estão aderindo a pagar para ter informação profissional e mais confiável. Pensando nesse novo cenário, mais uma vez ratificamos o nosso propósito de seguir com nossas dicas audiovisuais gratuitamente.

Nós decidimos descontinuar a newsletter e adotar o blog como novo formato, onde faremos um estudo de linguagem cinematográfica do filme com pesquisa de contexto histórico e curiosidades da produção unindo os termos do abecedário supracitado.

Quer contribuir para o nosso blog? Mande um e-mail para nós contando quais filmes você gostaria de ver e ler por aqui.

4 visualizações